cultura

Shakespeare and Company – a livraria que hospeda escritores em Paris

Eu sempre digo que a minha livraria preferida em Paris é a Assouline, mas na verdade são tantas livrarias que adoro na cidade da luz, que fiz uma listinha.

 

Mas tem uma que merece ser relatada com mais detalhe, a pitoresca Shakespeare and Company. A história dela é interessante demais para só citar e dizer “vá”.

Vá por mim, vá na livraria Shakesperare and Company em Paris, mas saiba porque.

 

Pra começar, o prédio é onde funcionava um monastério do século XVI. Fica bem pertinho da Notre Dame. De costas para a catedral, vire a esquerda, atravesse a rua e chegará lá.

Esta livraria só tem títulos em inglês, mas mesmo que você não vá comprar nada, você tem que entrar naquele mausoléu de livros.

 

Fundada por George Whitman, sobrinho de Walt Whitman, ele abriu a livraria da rue Bûcherie em 1951 com o nome “Le Mistral”.

Ele mudou o nome para Shakespeare and Company, em homenagem a sua amiga Sylvia Beach, depois que ela fechou a loja original com este mesmo nome, que ficava alguns quarteirões dali.

A livraria tem um cheiro particular e é uma bagunça – livros por todos os lados, e se tiver procurando um título em particular, tenha paciência, um dos vendedores (americanos), achará.

Foto

 

A Shakespeare and Company foi frequentada por grandes escritores e poetas americanos, famosos e anônimos, os que recorriam a Paris em nome da inspiração para começar a vida nesta carreira.

Nas décadas de 20 e 30, a livraria era conhecida como um lugar de refúgio temporário para escritores iniciando seus trabalhos como Ernest Hemingway, Gertrude Stein, F. Scott Fitzgerald, James Joyce, entre outros.

E o interessante é que muitos destes escritores ficavam hospedados ali. Whitman abrigava e ajudava aqueles que estavam começando, com cama e café.

 

Inclusive, um dos moradores da livraria escreveu um livro sobre sua experiência:

Time Was Soft There: A Paris Sojourn at Shakespeare & Co. de Jeremy Mercer.

O repórter canadense Mercer estava rondando um dia pela rive gauche de Paris, pobre e desempregado, quando achou a Shakespeare and Company. Ele entrou, comprou um livro e os funcionários convidaram-no para tomar um chá. Dias depois, ele já estava morando na livraria, trabalhando para George Whitman.

Time Was Soft There é a história dessa jornada em um labirinto literário, as margens da Notre Dame, onde uma boemia escondida ainda existe.

 

Até dezembro de 2011, o velho Whitman gerenciava a livraria, mas faleceu e deixou saudade.

Para quem procura livros em inglês em Paris, boa busca! “Perca” algumas horas neste labirinto de publicações.

O que eu adoro fazer é olhar pelas fileiras bagunçadas de livros, empilhadas do chão ao teto, subir a escada estreita, e me perder na procura.

 

Na hora de comprar um livro, a caixa carimba cada um com a marca da Shakespeare and Company e ainda tem um souvenir que você pode levar. Do lado do caixa tem um recipiente com várias coisas encontradas dentro dos livros – fotos, desenhos, rótulos, papeizinhos. Escolha um e leve com seu livro, um souvenir da livraria.

Este foi o meu souvenir escolhido.

 

E como dizia Whitman: “the business of books is the business of life” – o negócio dos livros é o negócio da vida.

Shakespeare and Company
37 Rue Bûcherie, 5th arrondissement (Métro Saint Michel)

 

4 thoughts on “Shakespeare and Company – a livraria que hospeda escritores em Paris

  1. Eu tambbém amo essa livraria! Na primeira vez que entrei, nem sabia da história. Daí comentei com um amigo meu francês que me contou tudo em detalhes. Sempre dou uma passada por ela quando estou em Paris.

  2. Muito simpatica esta sugestao para visitar a Shakespeare and Co. Muito embora eu nunca tenha ido à Paris em busca de livros em ingles… imagino que uma visita a esta livraria pode ser, de fato, curioso.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


× 3 = fifteen

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>