brasil

restaurante Vieira Souto – um clássico italiano em Ipanema

Lembram do restaurante Gourmet Praia de José Hugo Celidônio em Ipanema?

Aquela casa belíssima virou uma casa de eventos por um tempo e há pouco mais de seis meses, sem fazer muito buzz, virou o restaurante Vieira Souto em Ipanema, que já virou um endereço badalado da alta gastronomia carioca.

No comando, uma equipe experiente: João Souza, um dos melhores sommeliers da cidade, ex- Terzetto e o maître Cadu Costa, ex- Gero. Na cozinha, os chefs Jessé Valentim e Claudio Mendonça.

Para começar, a carta de vinhos é excelente, misturando rótulos renomados com bons custo-benefício. Não podia ser diferente, João, o sommelier gerenciava a melhor carta de vinhos do Rio, do Terzetto.

No cardápio, clássicos italianos deliciosos com boa apresentação. O destaque é a valorização do artesanal, com massas e pães feitas na casa.

Em um jantar pedimos:

Antipasti com presunto de parma, pastas e queijos.

Medalhão de atum com crosta de pistache e creme de brócolis (R$ 94) – apesar da crosta estar um pouco gordurosa para quem buscava leveza em um peixe, o atum está cozido no ponto e o creme (mais para um purê) saboroso e leve.

Filé de badejo grelhado com molho de laranja kinkan e nhoque de espinafre (R$82).

Cordeiro com massa (R$90) – carne macia, cozida lentamente no molho do próprio suco.

 

Um evento especial que o Vieira Souto oferece é a degustação de vinhos portugueses Barca Velha, o rótulo superior do Ferreirinha. Realmente uma experiência enóloga e gastronômica espetacular.

Em 60 anos (1952-2012) foram reconhecidas apenas 17 colheitas Barca Velha. Ou seja, exclusivo é pouco.

A degustação é feita com espumante e vinhos da região do Douro em Portugal.

Na degustação de Barca Velha começamos com uma seleção de antipasti (pães italianos, queijo da casa, queijo de cabra com frutas cristalizadas, abobrinha e beringela marinada) acompanhada do espumante Vértice Millesime 2005.

O primo piatto foi um camarão envolto no lardo de colonnata servido com creme de feijão branco, acompanhado com o vinho branco Quinta do Crasto 2010. E se você acha que feijão não combina com vinho, reveja seus conceitos e quebre paradigmas.

O creme estava leve, apesar de ter corpo e um camarão único foi a dose certa para seguir o menu.

O secondi piatto foi uma paleta de cordeiro ao forno servida com risoto de castana do Pará, acompanhado do Barca Velha 1985. Que combinação sensacional.

A carne estava macia, soltando. O risoto perfumado mas nada carregado.

O Barca Velha, maduro, aveludado, delicioso.

Encerramos com a torta de duas mousses de chocolate com crocante de amêndoas com um Porto Quinta dos Murças Tawny 10 anos.

Eu não sou muito de porto, sou mais de Sautern, e não sou muito de mousse de chocolate, então o desfecho não me encantou.

Mas o prato principal estava incrível. O Barca Velha, excepcional.

Ainda não sentei na varanda do segundo andar, mas vi que a vista é bem bonita, ideal para um jantar a dois.

Excelentes vinhos, gastronomia italiana refinada e bossa carioca – este é o Vieira Souto, ou seja, só pode dar certo.

Restaurante Vieira Souto
Av. Vieira Souto, 234 – Ipanema – Rio de Janeiro
(21) 2267-9282

4 thoughts on “restaurante Vieira Souto – um clássico italiano em Ipanema

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


five − 2 =

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>