devaneios

Obrigada, 2013.

Nestes nove meses de viagem pelo mundo foram inúmeras as lições que me chacoalharam, me deram um tapa na cara, trouxeram paz no meu coração, massagearam minha alma, me jogaram um balde de água gelada, me paralisaram, me provaram que é inútil julgar, ampliaram meu espectro, aumentaram minha humildade, intranquilizaram minha mente.

Hoje, ao dar as boas vindas a 2014, me despedindo de 2013 como aquela criança expatriada que já fui, no aeroporto dando o último tchau para os avós depois dos meses de verão, percebo que a maior lição de todas continua sendo a gratidão.

E você poderia dizer, fácil, quem é feliz é grato. Nada. Sem querer transformar este pensamento em “quem veio primeiro – o ovo ou a galinha?”, venho percebendo que quem é grato é que é feliz.

Quantas pessoas aparamente felizes conhecemos que andam insatisfeitas? Inúmeras. Elas tem tudo o que poderia ser considerado primordial para a fórmula da felicidade, mas querem mais, ou querem algo que não tem. Querem mais dinheiro, menos peso, outro trabalho, um marido mais dedicado, uma mulher mais sarada, um carro mais atraente, outra viagem, uma empregada menos intrometida…

E aí você conhece alguém que perdeu a pessoa amada, que teve as mamas retiradas, que perdeu um grande amor, que perdeu a casa, que não consegue pagar um curso, que perdeu um pedaço do corpo, que viu a mãe morrer em seus braços. Mas que consegue sorrir e ser feliz. Conheci todas estas na minha viagem e ri com todas elas. Porque elas contam suas bênçãos e são gratos pelo o que tem.

“A vida é o grande presente.” Disse um monge. “Ela tem grande valor, o maior de todos e lhe foi presenteada. Você não a comprou, não a trocou por nada, nem a conquistou. Foi simplesmente um presente. Quando algo de valor lhe é presenteada, a gratidão vem ao coração.”

Mas pra ser grato, temos que parar, pensar, meditar. Não vai tirar das nossas vidas mais que alguns minutos. Mas quem tem minutos livres atualmente? Só andamos atarefados, atrasados, consumidos.

Pare.

E para também pra viajar. Não só pela indulgência e pela curiosidade, viaje pra sair do seu conforto, do seu prumo. Viaje pra enxergar e não só ver. Viaje pra sair da mesmice, da mente paralisada, do olhar anestesiado.

A gente só valoriza os luxos quando somos privados dele. Não viaje só pra ver o belo. Viaje também pra ver que tem gente sem tantas coisas. Aí quem sabe, parar e agradecer venha naturalmente. E se ao regressar a normalidade se instalar, faça o exercício diário, se escreva bilhetes, faça o que for pra continuar com os minutos de gratidão.

Obrigada, 2013, você foi tão bom pra mim.

Obrigada, 2014, você já parece tão lindo.

Obrigada família, amigos e leitores por acompanharem e de alguma forma apoiar este meu sonho ousado que vem se realizando.

Obrigada, obrigada, obrigada.

Obrigada amigo Luis por me enviar esta mensagem, inspirada no poema de Neruda:

“Não há que chorar sem aprender ou a ter medo de tuas saudades.

Não há que deixar os amigos e não há que ter medo de transformar sonhos em realidade.

E não há que esquecer seus sorrisos, o suave balanço de sua paixão, só porque seus caminhos se perderam dos teus.

Não tens que esquecer o passado pagando com teu presente.

Não podes te crer eterno ou ter medo de tua evidente mortalidade, esquecendo-se de teus amigos e tuas paixões. Tens um ano que agora começa para te lembrar como são importantes e o bem que fazem a tua alma.

Tens um ano pra os encontrar do lado esquerdo do teu peito onde estão todos os que importam nesta vida.

Tens um ano para tentar e te alegrar no intento.

Não esqueças que nada sabes e quem nada sabe deve acreditar em tudo e em todos.

Não é tão ruim quando tens amigos do teu lado.

Que 2014 te traga tudo que sonhastes, acreditaste pensastes ou simplesmente quisestes.

Acreditar é o primeiro passo para entender como são importantes os amigos nesta vida.”

Feliz 2014.

 

9 thoughts on “Obrigada, 2013.

  1. Té, obrigada por mais um texto lindo e inspirador. que 2014 venha galopando forte e confiante como o cavalo. E que nós possamos subir nesta garupa e alcançar a realização de nossos sonhos para este ano!
    Um beijo grande, saudade.
    Tha.

  2. Te, me faz lembrar uma frase linda que escutei de uma amiga querIda Que diZ ” gratidão eh a memória do coracao” !
    Beijo grande seja bem vinda

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


5 × = twenty five

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>