equador

ilha Seymour Norte, Galapagos

Seymour Norte é talvez uma das ilhas com mais movimento no arquipélago de Galapagos. Perto de Baltra e de Puerto Ayora na ilha de Santa Cruz, é facilmente acessível para passeios durante o dia.

É a maior colônia de ninhos de fragatas.

Vi leões marinhos camuflados nas rochas

e gaivotas de penas acinzentadas, patas vermelhas e os olhos delineados por um círculo vermelho.

A ilha é plana, o que faz a caminhada ser mais fácil.

Vimos muitas árvores chamadas de Palo Santo ou árvore de incenso (um tipo de sândalo cujo os galhos partidos cheiram a incenso) e cactos.

Nas beiras, rochas vulcânicas encontram com o mar, trazendo uma variedade de vida marinha – moluscos, siris, répteis.

A trilha ao longo da costa, teve uma cena linda com leões marinhos, mãe e filhote brincando e depois o filhote mamando na mãe.

Desembarque é seco, ou seja, não precisa pisar no mar para chegar na ilha. Tem que subir pelas rochas que podem ser escorregadias.

Duração da trilha: 1 hora e meia.

O que vi:

Iguanas alaranjadas enormes.

Gaivotas de patas vermelhas.

Estas estavam acasalando.

Iguanas – marinhas e terrestres.

Fragatas.

Os machos incham seu peito vermelho para chamar a atenção das fêmeas. Em seguida, ele abre as asas e faz uma dança. As fêmeas chegando voando em cima dele.

Foi a primeira parada e foi emocionante. Não acreditava que chegaríamos tão perto dos animais e fiquei impressionada como eles não se perturbam com a presença do ser humano.

Um verdadeiro show da natureza. Ali, em tempo real.

feliz com a iguana

Naquela noite, do deck do cruzeiro, pude assistir ao duelo dos tubarões com os peixes voadores que nadam e dão saltos voadores muito rápido.

Tinham 8 tubarões ao lado do cruzeiro, atraídos pela luz (assim nos disseram). De repente veio um leão marinho. Pensei que os tubarões poderiam atacar o leão marinho, mas todos estavam atrás dos peixes voadores. Os tubarões e leões marinhos nadavam vagarosamente, fingindo estar distraídos e de repente davam o bote nos peixes voadores, que muitas vezes escapavam.

Do deck do cruzeiro também pude observar as estrelas. O céu é maravilhosamente estrelado. Ali se vê constelações que não podem ser vistas no Hemisfério Norte ou Sul. Galapagos fica praticamente na linha do Equador. A Via Láctea era visível e nítida.

Volto pra minha cabine, e da janela ainda vejo os tubarões nadando ao lado do cruzeiro.

One thought on “ilha Seymour Norte, Galapagos

Leave a Reply to michelle Cancel reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


− three = 3

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>