galeria de arte White Cube de Londres abre versão pop-up em São Paulo

galeria White Cube Londres

O Brasil já está em destaque no cenário da arte contemporânea mundial com a ArtRio, maior feira de arte da América Latina e uma das maiores do mundo. E agora, com a abertura da White Cube, galeria de Londres em São Paulo, mais ainda. Estive agora em novembro na White Cube em Hoxton Square, que é uma das minhas galerias preferias no mundo. Quando estive lá, a galeria estava expondo as obras do artista e escritor Harland Miller. As duas series mais recentes de Miller tinham uma seleção de pinturas baseadas em capas de livros de poesia vintage da editora Continuar lendo…

restaurante Maní – alta gastronomia com filosofia

DSC_0957-v2

Vou ser sincera. Não foi o título de Restaurante do Ano, pela revista Prazeres da Mesa nem o fato de que subiu 23 posições e está na 51ª colocação do ranking World’s 50 Best Restaurants da revista inglesa Restaurant, que me atraia ao Maní.   O que me encanta no restaurante Maní da chef Helena Rizzo é a filosofia. Ela usa produtos nativos que vão dos produtores para a cozinha. O queijo da Serra da Canastra, arroz orgânico do Sul, farinha de mandioca pernambucana, a araruta do Recôncavo Baiano… Ela prioriza não só produtos orgânicos, mas saudáveis. E a paixão. Continuar lendo…

Antony Gormley – arte sobre o corpo e o espaço

gormley-predio

O centro de São Paulo foi “invadido” por esculturas de figuras humanas de ferro. São as obras do artista londrino Antony Gormley, moldadas no seu próprio corpo. Além das esculturas estarem espalhadas pelas ruas do centro, estão também em coberturas de edifícios, invisíveis aos que só olham para o chão e avante, porém interessante e até divertido para quem parou para olhar para o céu. As obras também estão expostas no Centro Cultural do Banco do Brasil de São Paulo, mostrando o trabalho deste artista contemporâneo premiado internacionalmente, com obras expostas na Bienal de Veneza e Documenta de Kassel (importante Continuar lendo…

loja de design e decoração Poeira

DSC_0475-v2

Se tem um recanto de design e decoração que adoro no Rio, é a loja Poeira no Leblon, na Dias Ferreira (esquina com a Venâncio Flores). Monica Penaguião, designer de interiores portuguesa, antenada e super viajada, abriu a loja do Rio em 2010 e a novidade é que a Poeira agora tem uma loja em São Paulo, Rua Dr. Melo Alves, Jardins. A Poeira é uma mistura de loja e galeria onde você encontra o que há de mais descolado e in em design, fotografia, objetos de decoração, tecidos e obras de arte, e tem sempre um som lounge delicioso Continuar lendo…

cor e arte na periferia de São Paulo

boa-mistura-1

Estou aqui emocionada com este projeto de arte urbana  na Vila Brasilândia, uma da favela na periferia de São Paulo. Pelos becos da comunidade, palavras foram pintadas criando uma ilusão de ótica, permitindo serem lidas ao entrar pelas vielas. Ruas estas onde transitam o povo que habita, une, vive, migra e retorna todos os dias pela comunidade. Este é um projeto do coletivo de 5 artistas espanhois chamado Boa Mistura, que tem como base o amor pelas cores, arte, graffiti e a vida. Como ela é. Eles dizem que querem devolver ao mundo a sua cor. Aos moradores da Vila Brasilândia eles não só devolveram como transformaram aqueles muros para Continuar lendo…

restaurante Tordesilhas, São Paulo

img_0568-v2

Essa é uma dica de restaurante antiga em SP, uma das especialidades do meu amigo Artuzinho do blog Crítico Wannabe. O restaurante Tordesilhas é de comida regional e brasileira e é imperdível. A chef Mara Salles desenhou um cardápio que é uma verdadeira viagem gastronômica pelo nosso grande e particular país, cheio de iguarias irresistíveis. O menu passa por todas as regiões e fica difícil escolher por que caminho percorrer. Eu escolhi a estrela do cardápio: Pato no tucupi – coxa e peito de pato assados, cozidos no tucupi, líquido, extraído da mandioca brava, jambu, verdura que provoca leve entorpecimento na Continuar lendo…

restaurante Tanger – Vila Madalena, SP

dsc_0071-v2

Adoro comida marroquina, por isso, na minha última ida a São Paulo, segui a sugestão de minha amiga (também gourmet) Thais e fomos para o restaurante Tanger, na Vila Madalena em São Paulo. Comecei com a caipirosca real – vodka, manga, pimenta rosa e gengibre fresco, enquanto estudava o menu. Levemente picante, mais pelo gengibre que pela pimenta rosa, que tem mais aroma, mas encontra equilíbrio com a doçura da fruta. Depois provei o drink Harmonia – vodka, limão, maracujá e gelo de grapa. Citricamente delicioso. Ambos servidos com um pedacinho de cana de açúcar. De prato principal pedimos Tagine Continuar lendo…

galeria nuVEM, São Paulo

dsc_0002-v2

Tem um espaço muito legal em Pinheiros, São Paulo de arte contemporânea. É a galeria nuVEM que abriu suas portas em 2009. Desde então ela vem difundindo uma nova geração de artistas brasileiros que trabalham em diversos meios e usam diferentes ferramentas para expressar olhares e poesias. O que achei por lá: Esculturas e fotografias de Sang Pinturas de Apolo Torres Pinturas de Francisco Gonzalez Fotografias de Claudio Edinger. Ipanema, São Paulo e Paris. Fiquei com muita vontade de ter a foto dele de Paris na minha casa. Este foi meu artista preferido, by far. Fotografias de Roberta Dab Dab Aquarela e Continuar lendo…

The Gourmet Tea lounge store – São Paulo

dsc_0041-v2 (1)

Eu gosto de andar por Pinheiros, em São Paulo, porque dá uma sensação de fuga do caos urbano. Sem contar as lindas galerias de arte que encontrei por alí. E é lá, na rua Mateus Grou, que está um lugar que adoro, o The Gourmet Tea lounge. Inaugurado há menos de um ano, esse espaço colorido, com poucas mesas, é uma mistura de decoração clean com atmosfera acolhedora e ambiente de catálogo de arquitetura. Tudo isso abriga 35 blends de chás orgânicos, que além de ter latas lindas (que vontade de decorar uma cozinha com todas elas), tem aromas que exalam Continuar lendo…

um pouco do litoral baiano em SP

img_1185

O restaurante Capim Santo de São Paulo é uma filial do restaurante em Trancoso, BA. E é pra lá que a decoração e o ambiente te levam, esquecendo do clima cinza e estressante de São Paulo. Ao entrar no Capim Santo você se sente longe dali. Os móveis de madeira, o verde abundante e as mangueiras reproduzem aquele clima que só o litoral baiano tem. A chef é Morena Leite, filha da proprietária, que com vinte poucos anos comanda a cozinha depois de conquistar seu diploma da escola de culinária mais tradicional do mundo, Le Cordon Bleu. Não precisa nem Continuar lendo…