arte

a arte urbana de Londres

Londres é um hub internacional de arte. Pessoas do mundo todo vem até a capital inglesa pra ver e fazer arte, pra educar o olho e se transformar e se estabelecer como artista.

E uma destas artes é a arte urbana que é viva e vibrante, crítica e criticada.

A street art de Londres (e do mundo) traz cor e vida para as paredes decadentes e cinzas da cidade. E dá arte gratuita ao olho do povo.

É em East London onde muita desta arte é concebida e proliferada. Artistas urbanos revelam ali suas identidades e estampam suas críticas sociais, políticas e de todo tipo.

A street art é uma parte muito importante da identidade do bairro de East London. Então quando estiver por Londres, olhe pra tudo ao seu redor e você vai ver arte por toda parte.

Aqui estão alguns dos street artists de East London:

 

Scary por Eine

Eine é o street artist conhecido pelas tipografias gigantes por East London, que já aparecem por ali há de mais 5 anos. As palavras podem estar em portas de lojas ou paredes inteiras, como: “scary”, “change”, “exciting”, etc. Em 2010 a paixão por tipografia do artista ficou ainda mais famosa quando David Cameron escolheu dar uma tela de Eine de presente para ninguém menos que Obama. Ou seja, ele foi o primeiro artista urbano a chegar na Casa Branca.

 

Menino colorido por C215

Christian Guémy é um grafiteiro francês, mais conhecido como C215 que já foi descrito como “a resposta francesa para Banksy”. Seus stencils podem ser vistos nas principais cidades européias: Barcelona, Londres, Paris, Oslo, mas também em países africanos como Marrocos e Senegal. Ele faz arte urbana há mais de 20 anos, mas ficou conhecido a partir de 2006. Seus retratos são sempre coloridos e podem ser de um refugiado, morador de rua ou pessoas que vê pela rua. Lindo de ver.

 

Bonequinhos por Stik

Stik é um Londrino que cria personagens de traços parecendo gravetos, ou stick people, daí seu nome artístico. É um dos artistas mais conhecidos e adorados das ruas de Londres. Sua arte está por todo o bairro de Shoreditch.

 

Animais coloridos por Malarky

Malarky foi skatista na adolescência e foi nas ruas que se inspirou pra começar a desenhar. Trabalha com design mas gosta mesmo é de pintar nas ruas. Ele divide seu tempo entre Londres e Barcelona (chato, né?) e diz o seguinte sobre street art das duas cidades: Barcelona, por causa de suas leis, tem muito mais arte urbana, está por todas as partes. Londres tem artes de rua maravilhosas mas também tem muita merda, porque tem gente fazendo só pra ser cool.

 

Retratos coloridos por Jimmy C

James Cochran, mais conhecido como Jimmy C foi um dos precursores do movimento do graffiti na Austrália na década de 80. Tem mestrado em artes visuais, é pintor, artista completo e decora Londres com seus retratos humanos belíssimos. Pinta uma tela pra mim, Jimmi? Please? Ele escolhe grandes paredes que quando o sol bate, os raios emanam e iluminam. A técnica que ele usa ele chama de “drip painting”, que são camadas ou linhas cheias de energia que formam retratos vibrantes.

 

Paredes esculpidas por Vhils

O português Alexandre Farto, mais conhecido como Vhils, desconstrói paredes que se transformam em arte. No lugar de spray ele usa britadeiras e perfura concreto, tijolos, pedras e o que for e “pinta” a cidade. Nesta dicotomia de construção e desconstrução, paredes de ruas se transformam em telas. Vhils estudou arte em Londres e seus retratos são realmente incríveis.

 

Menino na bolsa por iCON

Artista de South East London, começou o movimento de arte urbana chamado iCON global street art movement. Desde 2009 pinta paredes com críticas sociais com o objetivo de provocar pensamentos. Sua identida real é desconhecida.

 

Cogumelos por Christiaan Nagel

Nagel é da África do Sul mas mora em Londres. Tem uns 3 anos que ele decora East London com cogumelos de cores vibrantes no topo de prédios, lajes, varandas. Tem que ser em lugares altos, faz parte da aventura. E ele quer que quem esteja sentado nos double decker buses vejam sua arte. Você encontra muitos cogumelos em Shoreditch e Hackney.

 

Criaturas tipo pacman por Invader

Foto: www.space-invaders.com

A “invasão” deste artista de rua francês começou em Paris em 1998 e se proliferam pelo mundo, principalmente na Europa. E Londres não podia ficar de fora.

 

Banksy

Talvez o street artist mais conhecido do mundo. É de Bristol, na Inglaterra, já tem livro e documentário, mas ninguém sabe ao certo da sua real identidade. Sua arte em stencil é cheia de críticas – social, zeitgeist, política e de cultura pop.

Estou adorando o livro sobre a vida e arte de Banksy, recomendo.

 

Se quiser fazer um tour sobre street art em Londres, recomendo a empresa Urban Gentry, que faz tours especializados e descolados. Fiz e adorei.

Mas tem também este outro tour da Street Art London que parece ser legal.

7 thoughts on “a arte urbana de Londres

  1. imPRESSIONADA… cOMO A cLAUDIA, EU NÃO HAVIA PRESTADO ATENÇÃO NESTE LADO DE lONDRES. mUITO INTERESSANTE! sUPER POST!

    pS: dESCULPA PELAS LETRAS EM CAIXA ALTA, MAS TENTEI DE TUDO E PARECE QUE SÓ SAI ASSIM…

    • é verdade, Floripa tem uma street art bem bacana, aliás! ali na Lagoa então, tem vários lindo! O Brasil com OsGemeos tem estourado lá fora com este tipo de arte.

  2. Pingback: bares, cafés e restaurantes em East London | Escapismo Genuíno

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


6 + one =

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>