hotel Amanpuri – o melhor que Phuket tem para oferecer

hotel Amanpuri Phuket Tailândia

Quando me perguntam se eu gostei de Phuket, uma das praias mais procuradas da Tailândia, eu digo que gostei do Amanpuri. Phuket está perdendo sua identidade e parece que tudo gira em torno dos turistas, mas isso é papo pra outro post. Situado no alto de uma falésia na costa oeste de Phuket, o hotel Amanpuri, o primeiro da rede Aman Resorts, beira as águas turquesas do mar de Andaman entre coqueiros, areia clara e uma arquitetura típica tailandesa. A experiência do Amanpuri começa com o transfer do aeroporto de Phuket, com toalhinhas molhadas, algo para beber, ipod com a Continuar lendo…

o que fazer em Kuala Lumpur, Malásia

o que fazer em Kuala Lumpur Malasia gastronomia de rua Chinatown

Kuala Lumpur – conhecida pelos globetrotters como “KL” – não é apenas a capital da Malásia, mas seu centro comercial e cultural; cidade agitada com uma estimulante mistura de arranha-céus, templos, mesquitas, mega shoppings, grandes empresas e muitas prazeres a ótimos preços (mas não tão aprazíveis quanto Bangkok). Do observatório das torres gêmeas, as Petronas Twin Towers (não é no topo, mas onde tem a ponte), você pode ver o desdobrar desta cidade multicultural – uma selva de pedra interrompida por mesquitas imponentes e elegantes, templos hinduístas, os arcos de Chinatown. Lá em baixo está a fumaça e os aromas Continuar lendo…

Cusco – o que você não pode deixar de ver na capital do Império Inca

o que fazer em Cusco Peru

Cusco definitivamente tem seu charme e uma bela arquitetura, mas não demora muito de perceber que é uma cidade turística. A cada esquina tem uma loja, ambulante ou “chola” vendendo quinquilharias. Este é o ponto de partida para Machu Picchu, então porque não parar uns dias aqui para ver um pouco da cultura local? E estas são algumas dicas práticas: Não se esqueça da altitude. Se dê um tempo para se aclimatar. Aos quase 3,400 metros de altura, demora uns dois dias para se aclimatar. Por isso, ao chegar a Cusco, é recomendável não fazer muito esforço físico, não ingerir Continuar lendo…

vida de graças

imagem: Pinterest

Ontem (e hoje) foi o feriado de Thanksgiving nos Estados Unidos. Dia ação de graças, como traduzimos. Esta quinta feira leva este nome porque depois de um ano de cultivo pobre e um inverno castigador, mãe natureza agraciou os colonos com uma farta colheita de milho. Para celebrar, eles criaram uma espécie de festival de outono como um dia de agradecimento. A festa teve muito milho, mas também outras comidas, como e peru, que é o prato principal deste jantar nos dias atuais. Thanksgiving day, o Dia de Ação de Graças, não teve fundo religioso na sua concepção. Ele foi Continuar lendo…

vida temporária

IMG_8293 v2

Sentada na sala da minha nova casa percebo como minha vida já é assustadoramente menos temporária. Esta cidade, este trabalho, esta roupa, esta rotina, este frio. Tantas vezes falei e vivi com a frase “é temporário”. Outros planos. Algo mais emocionante, algo mais animador virá. Outra vida. O temporário é um band-aid na bolha do pé, que nos faz andar uns passos a mais, uns dias a mais. Ele até nos faz sentir melhor sobre onde estamos. Afinal tem algo maior e melhor mais adiante. Algo novo a nossa espera. Ele nos faz acreditar que as marés nos levam a Continuar lendo…

Oaxaca – a verdadeira cultura e arte mexicana

o que fazer em Oaxaca arte mercados cultura México

Eu cheguei em Oaxaca entre as manifestaciones que congestionavam as ruas e o Zócalo (praça principal). Na Cidade do México as manifestações também estavam deixando o trânsito ainda mais caótico por conta da mudança de uma lei sobre a formação de professores de escolas públicas. No meio desse “occupy Oaxaca” eu queria mesmo era descobrir a arte da cidade, comer mole, e ver as cores e pimentas dos mercados. A maioria dos brasileiros (e turistas do mundo inteiro) vai para o México atrás das belas praias, seja do Golfo ou do Pacífico. O que eu tenho pra dizer é que se Continuar lendo…

Machu Picchu – mistério e misticismo

machupicchu3

“Percebo que você é muito sensível.” Disse o guia com um tom sereno. “Vejo que está admirada e triste. Somos um povo melancólico e calado, mas com coração cheio de amor. Nosso carinho sai pelas palavras. Nossas crianças riem, porque a vida delas está apenas começando. Nós, os mais velhos, já sentimos tantas coisas, e talvez por isso o sorriso vem se apagando. Mas a alegria ainda existe, lá dentro.” Machu Picchu, a cidade sagrada dos Incas, aninhada no alto da montanha, abraçada pela névoa, é um sítio arqueológico cheio de mistério e misticismo, onde tantas pessoas vão em busca Continuar lendo…

Matakauri Lodge – descanso, gastronomia e natureza em Queenstown, Nova Zelândia

Matakauri Lodge melhores hoteis da Nova Zelandia Queenstown Relais & Chateaux

Quando me aproximei do lago Wakatipu e me deparei com as águas claras beijando lentamente a areia, as gaivotas voando e casais enamorados sentados juntinhos, olhei pra trás e exclamei “já ganhou, já ganhou, já ganhou!”. Queenstown tinha chegado no topo da minha lista de cidades mais bonitas do mundo. E neste simpático e belíssimo povoado tem um refúgio de luxo há poucos minutos de carro, em uma encosta com uma vista incrível do lago e as montanhas que é nada menos que um Relais & Chateaux – o Matakauri Lodge. Com um belo design de interiores, vistas deslumbrantes de Continuar lendo…

templos com pinturas de pênis e outras lendas do Butão

Punakha templo Chimi Lhakhang pinturas de pênis lenda Butão

Nosso segundo dia no país da felicidade interna bruta, de belas paisagens e cultura cuidadosamente mantida foi entre Thimphu e Punakha. No caminho até Punakha saindo de Thimphu, paramos no Dochula Pass, que oferece uma vista panorâmica de 360 graus da cordeira do Himalaia, que seria mais apreciada se não estivesse aquela neblina densa. Este monumento é feito de 108 “chortens” construídos pela Rainha Mãe em homenagem aos soldados butaneses que morreram na luta contra os rebeldes indianos em 2003. Mas o que é um chorten? É a versão tibetana da “stupa” (ou estupa), um monumento religioso, usado para armazenar Continuar lendo…

Melbourne, onde todas as tribos se encontram em bares incomuns

o que fazer em Melbourne Australia

Cidades com bairros distintos, diferenciáveis e cheios de individualidade me atraem. É como se várias pequenas cidades se juntassem pela energia maior da urbe que as abriga. Nova York, Paris e Londres indiscutivelmente tem este aspecto multicultural, multicolorido, multiurbano. E Moulbourne também. Nas devidas proporções. Quando penso em cidades que aprecio verdadeiramente, percebo que são aquelas que têm bairros onde você pode passar um final de semana inteiro nele, explorando incansavelmente e não deixa de fazer pequenas (e grandes) descobertas aprazíveis. Sem muito glamour, apesar de ser uma cidade extremamente europeia, Melbourne me cativou pelos cafés, pequenas lojinhas criativas, arte Continuar lendo…